O símbolo ("logo") da Sociedade é a figura de um barco, velas içadas, navegando francamente. Trata-se de uma metáfora visual de várias leituras possíveis. Uma primeira dá conta que da mesma forma que na condução de um barco, em que as aptidões e habilidades peculiares de cada um dos seus tripulantes são empregadas de forma organizada no simples objetivo de navegar sobre o risco do fracasso em mar profundo, na Sociedade, em seus trabalhos, também deve existir uma convergência de esforços, talentos e competências que são próprias e peculiares de cada um dos seus integrantes para o alcance dos fins propostos de modo comum. Uma segunda leitura metafórica da imagem expressa a liberdade e autonomia própria da advocacia que – tal qual a liberdade do navegante na amplitude do mar – permite o prazer e a satisfação de ditar os próprios rumos da vida profissional. Por fim, a figura nos lembra a lição de Sêneca, pela qual "não há vento favorável para quem não sabe a que porto se dirige", mantendo vivos os nossos propósitos e objetivos, sentido da nossa própria existência, mesmo na noite, guiados então por nossa missão e por nossos valores, tal como estrelas, tal como faróis.